Brasília, 06 de dezembro de 2005

Governo destrói CDs piratas em frente ao Congresso

O Conselho Nacional de Combate à Pirataria, do MJ, promoveu hoje pela manhã a destruição de 500 mil CDs e DVDs piratas apreendidos em todo o país durante 2005. O ato simbólico foi realizado em frente à rampa do Congresso Nacional e marcou o Dia Nacional de Combate à Pirataria, ocorrido no sábado (3).

A Receita Federal teve participação ativa no evento. Forneceu 266 mil dos 500 mil CDs/DVDs destruídos em Brasília. Além disso, várias unidades do órgão promoveram destruição de produtos pirateados, simultaneamente, às 10h30:

- Delegacia da Receita Federal em Maringá/PR, 30 mil mídias gravadas;

- Inspetoria da Receita Federal em Curitiba/PR, 60 mil mídias gravadas, 50 mil relógios, 6 mil óculos de sol;

- Delegacia da Receita Federal em Joinvile/SC, 15 mil mídias gravadas;

- Alfândega de São Francisco do Sul/SC, 200 mil óculos de sol;

- Alfândega do Aeroporto do Rio de Janeiro/RJ, 20 mil mídias gravadas;

- Delegacia da RF em Santo Ângelo/RS, 540.000 mídias gravadas.

Durante o evento em Brasília, o secretário executivo do Conselho, Márcio Gonçalves, elogiou o trabalho de fiscalização e repressão feito pela Receita, PF e Polícia Rodoviária Federal. A organização do ato de destruição do material ilícito é da Frente Parlamentar de Combate à Pirataria, o Conselho Nacional de Combate à Pirataria e o Fórum Nacional de Entidades Contra a Pirataria. Após a destruição na rampa, deputados, senadores e entidades que lutam contra a pirataria, entre eles a Receita Federal, foram homenageados no Salão Negro da Câmara dos Deputados. (com informações da Agência Brasil)

Assessoria de Imprensa da SRF

 

A Receita Federal agradece a sua visita. Para informações sobre política de privacidade e uso, clique aqui.
Atualize sua página